Este que deu errado utilizando os programas de pequenas empresas?

Ao explorar este que deu errado utilizando os emprestadores comerciais e com este financiamento por pequenas empresas, os empresA?rios estarA?o muito mais bem preparados para impedir sA�rios problemas futuros com seu financiamento de capital de giro e financiamento imobiliA?rio comercial. Esta nA?o A� uma questA?o hipotA�tica para a maioria dos mutuA?rios comerciais, particularmente se eles precisarem de ajuda para determinar as opA�A�es prA?ticas de financiamento para pequenas empresas qual estA?o disponA�veis para eles. Os donos de empresas fabricantes devem manter-se preparados para que os bancos e banqueiros de que causaram o recente caos financeiro digam que nada deu errado com emprA�stimos comerciais e, mesmo qual tudo possua voltado ao normal. A� difA�cil imaginar como um produto poderia manter-se mais longe da verdade. Se pequenos empresA?rios e credores comerciais optarem por ignorar os muitos enganos cometidos pelos credores empresariais, como observado em uma frase popular, podemos manter-se condenados a repetir esses erros.

Ao avaliar estes mais sA�rios erros de financiamento de negA?cios, a ganA?ncia em massa A� especialmente um ponto inescapA?vel entre as instituiA�A�es de crA�dito. Resultados negativos foram, desprovido surpresa, produzidos por uma tentativa por produzir retornos acima do normal e lucros rA?pidos. As A�mpares pessoas aparentemente surpreendidas pelas perdas devastadoras sA?o estes prA?prios banqueiros. O maior credor do pequenas empresas fabricantes dos Estados Unidos declarou falA?ncia em seguida de dois anos a tentar conseguir que alguA�m pague por seus erros. JA? estamos vendo um nA�vel recorde do falA?ncias bancA?rias e, na maioria das contas, vA?rios dos maiores bancos deveriam ter sido autorizados a fracassar, porA�m foram apoiados por financiamento artificial do governo. Ao fazer emprA�stimos ou adquirir tA�tulos, saiba como os por sua vez referidos tais como ativos tA?xicos, houve imensos casos em que estes bancos nA?o conseguiram olhar para este fluxo de caixa. Para alguns programas de financiamento de pequenas empresas, foi utilizado um processo de subscriA�A?o do emprA�stimo comercial de rendimento declarado, pelo qual as declaraA�A�es fiscais de mutuA?rios comerciais nunca sequer foram solicitadas ou revistas. Lehman Brothers foi um dos mais agressivos credores comerciais usando essa abordagem, e eles entraram com pedido de falA?ncia no ano passado por motivos de a isso, bem tais como outras prA?ticas financeiras questionA?veis.

Os banqueiros comerciais rotineiramente perdem por vista 1 princA�pio bA?sico de investimento de Datarooms.com.br qual as avaliaA�A�es de ativos nunca em alguma situaA�A?o jA? aumentam e, de fato, podem possibilitar diminuir rapidamente. InA?meros emprA�stimos comerciais foram finalizados, nos quais o mutuA?rio comercial tinha pouco ou nenhum patrimA?nio em perigo. Ao comprar estes futuros ativos nocivos, os prA?prios bancos investiram apenas trA?s centavos por dA?lar. A suposiA�A?o suposta era que, se ocorresse qualquer flutuaA�A?o descendente pelo valor, seria um token por trA?s a 5 por cento. De modo a demonstrar como estes banqueiros fugia errados, os valores destes imA?veis comerciais em muitas A?reas jA? diminuA�ram nos A?ltimos 2 anos em atA� 50%. O setor imobiliA?rio comercial estacionaestaficafixa jazepararpermanecequeda provando ser este prA?ximo ativo tA?xico em seus balanA�os patrimoniais de modo an estes alguns bancos de que fizeram as hipotecas comerciais originais em tais propriedades comerciais. Ainda que possua havido grandes resgates do governo a bancos que contA?m ativos nocivos com base em hipotecas residenciais, nA?o A� provA?vel qual os bancos recebam assistA?ncia financeira para dar perdas com emprA�stimos imobiliA?rios comerciais. Nos prA?ximos 3 anos, foi hoje previsto de que essas crescentes perdas do hipotecas comerciais apresentem sA�rios problemas para a sobrevivA?ncia contA�nua por alguns credores empresariais. Ainda que de preocupaA�A�es e crA�ticas constantes a respeito de a atividade atual por emprA�stimos comerciais reduzidos, inA?meros credores comerciais pararam efetivamente qualquer financiamento significativo para pequenas empresas fabricantes. Dependendo de observado pelo parA?grafo a seguir, este de que os bancos dizem de que estA?o tomando nA?o foi necessariamente este mesmo qual suas prA?ticas reais por abono.

Um problema atual e em andamento A� representado por declaraA�A�es enganosas e imprecisas por credores comerciais a cerca de as suas atividades do emprA�stimo, que incluem emprA�stimos de modo a pequenas empresas fabricantes a proprietA?rios do companhias. Embora imensos bancos tenham informado que estA?o continuando normalmente usando programas por financiamento de modo a pequenas empresas fabricantes, por quase todos os padrA�es, estes consequA?ncias positivas reais indicam algo bem diferente. Do ponto de vista de relaA�A�es pA?blicas, fixa jazepararpermanecequeda significativo de que os bancos preferem nA?o consentir publicamente que nA?o estA?o emprestando usualmente. Saiba como resultado dessa questA?o em particular, estes pequenos empresA?rios precisarA?o ser cautelosos e cA�ticos em suas tentativas de garantir este financiamento de empresas. Aparecem por vezes soluA�A�es prA?ticas e realistas do financiamento de modo a pequenas empresas fabricantes apresentados para os proprietA?rios de negA?cios, ainda que de prA?ticas comerciais inapropriadas descritas supra. Devido A� impressA?o persistente de alguns de que nA?o existe estorvos comerciais significativas pelo instante, a A?nfase intencional aqui tem sido 1 foco nos problemas, e nA?o nas soluA�A�es. Ainda que de opiniA�es contrA?rias do banqueiros e polA�ticos, coletivamente a maioria dos observadores concordaria que estes mA?ltiplos enganos cometidos pelos bancos e outros credores comerciais eram sA�rios e provavelmente teriam efeitos duradouros para os tomadores por emprA�stimos comerciais.